Fatos básicos

Se você quer se mudar para a Suécia por vínculo familiar, você precisa obter uma permissão de residência. A permissão deve ser concedida antes de sua entrarda no país. Outras regras se aplicam para aqueles que são cidadãos de um dos países da UE / EEE além da Suécia.

Cidadão brasileiro pode ficar até 90 dias na Suécia como turista, sem a necessidade de visto, porém não pode trabalhar. Se um cidadão brasileiro deseja ficar por mais que 90 dias na Suécia, ou se pretende trabalhar lá, será preciso fazer um pedido formal de permissão de trabalho e/ou residência, com meses de antecedência. Os interessados em residir permanentemente na Suécia tem que ter laços familiares na Suécia (entenda-se por família os filhos menores de idade, esposo (a), noivo ou namorados) e comprovar a necessidade de residir no mesmo país. Há duas formas de solicitar permissão de residência por vínculo familiar: online ou pelo correio.

Quem pode solicitar permissão de residência por vínculo familiar

  • Casados, união estável ou noivos
    A solicitação de permissão de residência pode ser requerida por pessoas casadas, união estável (heterosexuais/homosexuais) ou noivos, como um dos citados acima residindo já na Suécia. A solicitação pode ser negada quando, por exemplo, o pedido se baseia em dados incorretos, relacionamento não verídico ou quando não haja planos do casal de morarem juntos etc. União estável significa, neste caso, quando duas pessoas podem comprovar que moram/compartilham do mesmo domicílio há pelo menos dois anos. (BE no formulário).
  • Filhos menores de 18 anos
    Menores de 18 anos podem reencontrar seus pais desde que o pai residente no Brasil dê seu consentimento por escrito.
  • Familiares maiores de 18 anos
    A possibilidade é quase nula de que outros familiares que não pertençam à família consigam uma permissão de residência por vínculo familiar. Enquadram-se nesta categoria os filhos maiores de 18 anos de idade, e pais do solicitante brasileiro. Exceções podem ocorrer quando há a comprovação de que o parente dividia o mesmo domicilio na hora da mudança para Suécia, e que há uma relação de dependência econômica, social e emocional do parente com o solicitante brasileiro que mora (ou que vai morar) na Suécia.

O Departamento de Migração sueco é o orgão responsável que decide se você tem direito ou não de obter uma permissão de residência na Suécia por vínculo familiar. Para obter uma descrição completa das regras aplicadas, por favor, acesse o site do Departamento de Migração.

Site do Departamento de Migração

Você será notificado da decisão do seu membro da família na Suécia, se você der a ele/ela uma procuração para representá-lo. Caso contrário, você será notificado pela a Embaixada da Suécia.

Cartão de residência
Recebendo uma autorização de permissão de residência na Suécia, você receberá um cartão de residência. O cartão é uma prova de que você tem permissão de residir na Suécia. Saiba como adiquirir o cartão de residência no menu à sua esquerda, "Como solicitar" .

Cidadão da UE/EEE
A seguir, aplica-se o que é necessário para você que deseja residir na Suécia por vínculo familiar, se você é, ou se seu familiar é cidadão UE / EEE cuja permanência é maior de que três meses (90 dias). Note-se que os suecos normalmente não contam como cidadãos europeu neste contexto.

  • Se você é um cidadão da UE/EEE você deve registrar sua permissão de residência no Departamento de Migração da Suécia. Se seu parente não é cidadão da EU/EEE deve adquirir uma permissão de residência, onde você também buscará no Departamento de Migração após a entrada no país.
  • Se você não é um cidadão da UE/EEE, mas seu parente é (sendo não cidadãos sueco) é suficiente solicitar um cartão de residência no Departamento de Migração. Certifique-se, no entanto, o que caracteriza-se como parentes neste contexto. Se você precisa de um visto, a solicitação deve ser feita antes da sua entrada na Suécia, pela a Embaixada. O pedido de cartão de residência pode também ser enviado para a Embaixada.

Leia mais sobre as regras que se aplicam para os cidadãos da UE/EEE e quem conta como membros de família no site do Departamento de Migração na Suécia.

Departamento de Migração na Suéciao

Navigation

Top